Deserto do Atacama: 6 pontos para o seu roteiro de viagem!

Deserto do Atacama: 6 pontos para o seu roteiro de viagem!

Para quem é fã de aventuras e não perde uma oportunidade, o Deserto do Atacama é uma ótima pedida. Localizado na região norte do Chile, se estende até a fronteira com o Peru. Só para ilustrar, o lugar possui 1.000 km de extensão e é considerado o deserto mais alto do mundo.

7 destinos divertidos para viajar com crianças no Brasil
Roteiro de Viagem: confira 08 dicas para se preparar!
Viagem para a Disney: confira 05 dicas essenciais para a trip!

Se você deseja conhecer o Deserto do Atacama, é importante montar um roteiro de viagem para que possa aproveitar o máximo que puder. Mas claro, tudo dependerá da quantidade de dias.

A fim de te ajudar nessa tarefa, trouxemos algumas informações essenciais e indicações para você colocar na sua lista. Confira!

#1 – Deserto do Atacama: como chegar

Deserto do Atacama - como chegar
Deserto do Atacama – como chegar

Precisamos começar com dois pontos. O primeiro é a antecedência na compra das passagens – quanto mais cedo você comprar, maior será a economia. O segundo ponto é que, ainda que o Chile seja um país consideravelmente próximo do Brasil, para desembarcar na região de San Pedro – Atacama, é necessário voo com escalas. Geralmente, essa escala é feita no Aeroporto de Santiago para Calama (CJC). Logo após, os turistas que desejam visitar o Deserto de Atacama podem contar com um transfer que sai do aeroporto.

Em suma, o que recomendamos para a chegada ao destino é que tudo seja muito bem pesquisado e planejado, incluindo, se possível, a reserva do transfer.

#2 – Onde me hospedar no Deserto do Atacama?

Ainda falando sobre antecedência e planejamento, se você faz parte do time que coloca tudo no lápis e procura ao máximo economizar em viagens, é necessário saber que, de um modo geral, as acomodações no Deserto do Atacama não são muito baratas.

Por isso, se você chegar lá “na cara e na coragem”, pode desembolsar uma grana que não estava nos planos.

Então, o que recomendamos é que você pesquise em sites comparadores de preços de itens para viagens, como o Booking, que traz uma clara relação de hospedagens, com as mais diversas avaliações e preços. Reservando fora de temporada, é possível que você encontre ótimos valores.

#3 – Qual é a melhor época para visitar o Deserto do Atacama?

Melhor época para visitar o deserto do Atacama
Melhor época para visitar o deserto do Atacama

Na verdade, tudo vai depender da dinâmica da sua viagem, objetivos e claro, preferências. Portanto, abaixo, basicamente resumimos como o Deserto do Atacama fica em cada época do ano.

  • Verão – ocorre entre dezembro, janeiro, fevereiro e março. Na lógica, o pico de um deserto é o calor. Contudo, é necessário se atentar às chuvas de verão, pois, ainda que elas não costumem cancelar um tour, o acúmulo de lama e poças podem dificultar a circulação. Além disso, esse período é de alta temporada. Isso significa que as passagens e hospedagens estarão mais caras que o normal.
  • Outono e Primavera – ocorrem entre abril, maio, setembro, outubro e novembro. Nesse período, a incidência de chuva é quase nula. Ademais, as temperaturas estão mais amenas, mas dependendo do lugar escolhido para passeio, como o Geyser del Tatio, por exemplo, prepare-se para temperaturas negativas.
  • Inverno – por outro lado, o frio e a neve podem realmente atrapalhar os planos dos turistas, pois a amplitude térmica é um dos maiores desafios.

#4 – Como devo me virar no dia a dia?

Anote aí algumas dicas superimportantes:

  • Na sua viagem, procure levar dinheiro em espécie, mais especificamente, os pesos chilenos – moeda local, pois alguns lugares de visitação exigem um pagamento na entrada, ainda que simbólico, que normalmente é revertido para as comunidades locais;
  • Nos primeiros dias, evite passeios com altitude muito elevada. Procure os mais tranquilos, com baixa altitude, uma vez que alguns sintomas comuns podem aparecer e atrapalhar os planos, como dores de cabeça. Aliás, é bom andar com comprimidos na bolsa ou mochila.

#5 – O que não pode faltar na mala de viagem?

Aproveitando o gancho de dicas de ouro, confira o que você NÃO pode deixar de carregar na sua mala:

  • Leggins;
  • Botas de trilhas;
  • Calça e blusa segunda pele;
  • Casacos quentes;
  • Protetor labial e facial;
  • Luvas e toucas;
  • Muito hidratante!

#6 – Sugestões de passeios e visitas

Deserto do Atacama - Sugestões de visitas
Deserto do Atacama – Sugestões de visitas

Agora, vamos à parte mais interessante da trip: “afinal, por onde começar? Qual lugar eu não posso deixar de visitar?”. Também anote aí nossas indicações:

  • Lagunas Escondidas Baltinache;
  • Mirante Valle de la Muerte;
  • Cordilleras de la Sal;
  • Valle do Arco-íris;
  • Lagunas Cejar;
  • Ojos de Salar;
  • Petroglifos de Hierbas;
  • Laguna Tebenquiche;
  • Salar de Tara;
  • Lagunas Altiplânicas;
  • Mirador de Ckari;
  • Povoado de Machuca e Toconao;
  • Salar de Atacama.

Em suma, essas são apenas alguns dos lugares incríveis que constituem o Deserto do Atacama. Sem dúvidas, vale muito a pena pesquisar sobre cada um desses lugares e colocar na sua lista do celular ou no papel!

Entretanto, frisamos que você confira as atrações gratuitas ou pagas, a fim de realizar um planejamento financeiro de viagem eficiente, evitando imprevistos!

 

E falando em imprevistos, a certeza que você pode ter é que não precisará se estressar com possíveis complicações aéreas, pois em casos de cancelamentos ou atrasos de voos, você pode contar com a gente.

Obs.: Inclusive, se passou por isso nos últimos 5 anos, não perca tempo e solicite sua compensação financeira!

Postado em: maio 26, 2020

Achou útil? Compartilhe com outras pessoas
Comentários:
WhatsApp chat