5 detalhes importantes para planejar viagens fantásticas

Não basta saber tudo sobre os passos essenciais para planejar viagens fantásticas. Existem alguns detalhes que o viajante precisa considerar para que não prejudique seu momento de descanso e lazer por estar despreparado.

Certo. Na leitura anterior você já aprendeu o essencial, que vai desde a escolha do destino até a compra das passagens. Mas quais providências tomar a partir daí até o dia do embarque? Já pensou em dinheiro, bagagem, documentos, solucionar imprevistos com voo e estudar as diferenças culturais?

É para tratar desses preparativos que a QuickBrasil decidiu fazer mais este post sobre o planejamento de viagens. Seja em viagens nacionais ou internacionais, uma coisa é certa: não permita que a falta de organização lhe traga dores de cabeça em um momento tão aguardado por você.

Você se lembra dos 3 os maiores segredos para planejar viagens incríveis? São eles: pesquisar, planejar em ordem e registrar tudo. Vá fundo em sua pesquisa e siga as dicas que trazemos neste post. Você estará cada vez mais perto da melhor viagem que já realizou.

Você teve um voo atrasado ou cancelado? Você pode se qualificar para ser indenizado rapidamente e sem burocracia. Veja já!

 

O que fazer antes de viajar?

Após fazer o roteiro, comprar as passagens e reservar a hospedagem, deverão ser cumpridas as seguintes tarefas: separe o dinheiro a levar, contrate um seguro viagem, faça as malas e separe seus documentos, se informe sobre seus diretos em caso de atraso de problemas com voo, atente-se às diferenças culturais.

A QuickBrasil mostrará os detalhes de cada tarefa para que planejar viagens se torne uma atividade tranquila e recompensadora para você.

Lembramos que a leitura do primeiro post é fundamental para compreender melhor este segundo.

 

#1: Tome providências sobre dinheiro

1. Quanto dinheiro levar

Isso dependerá dos seus objetivos, interesses, passeios e compras. Com base em toda a sua pesquisa, você certamente será capaz de encontrar em seus registros os valores das refeições em restaurantes, tickets para transporte, entradas em atrações etc. O importante neste ponto para melhor planejar viagens é fazer um orçamento com base em seus principais gastos.

A operação matemática para estipular um valor médio a ser gasto é:

1. Multiplique a quantidade de dias de viagem pelo valor médio diário para:

* o número de refeições que pretende fazer nos restaurantes escolhidos;

* o número de deslocamentos que pretende fazer conforme custos do meio de transporte;

2. Some a este número todos os valores que pretende pagar para visitar atrações, taxas de turismo e quantia reservada para compras pessoais.

 

Achou difícil? Você pode optar por aplicativos que façam esse trabalho por você. É o caso do TripsApp: esse aplicativo é uma espécie de planejador financeiro para viagens que prevê suas despesas com base na sua seleção de pontos turísticos, restaurantes, bares etc.

Não se esqueça da reserva para emergências: É claro que você não considerará este resultado exato para definir todo o seu planejamento financeiro. Pense em levar 1/3 a mais do valor planejado para dinheiro em espécie e garanta que seu cartão de crédito tenha limite disponível para cobrir eventuais despesas maiores.

Além disso, não guarde todo o seu dinheiro em um mesmo lugar para evitar transtornos causados por extravio de bagagem ou furtos.

2. Câmbio de moedas

A dica principal neste tópico é: antes de fazer o câmbio de moedas, confira o site do Banco Central. No site é disponibilizada uma ferramenta que mostra para o viajante a melhor taxa de câmbio encontrada para comprar e vender moeda estrangeira.

3. Uso de cartão de crédito, débito, pré-pago ou dinheiro em espécie?

Lembre-se que o IOF (imposto sobre operações financeiras) incidirá sobre operações de compras realizadas no exterior. O imposto será de 6,38% para operações feitas no cartão de crédito, débito e cartão pré-pago (Visa Travel Money) e de 1,1% se você realizar o câmbio de moedas para levar dinheiro em espécie para fazer as compras.

Mas isso não deverá definir sua estratégia ao planejar viagens. Lembre-se da praticidade de utilizar um cartão de crédito, da necessidade de se ter moeda para pagar o transporte ou para emergências e que muitos locais só aceitam uma das formas citadas como meio de pagamento.

 

#2: Contrate um seguro viagem

Não conte com a sorte ao planejar viagens. Além disso, a contratação de um seguro viagem pode ser obrigatório para que você entre em muitos países.

Tenha em mente que caso você sofra um acidente, fique doente, tenha documentos e cartão de crédito furtados ou perdidos, precise voltar ao Brasil antes da data prevista, sofra extravio de bagagem e até perda de voo, o seguro viagem irá amparar você em território internacional.

Avalie as diversas coberturas oferecidas e contrate aquela que se enquadre melhor em suas necessidades e planejamento financeiro.

 

#3: Faça as malas e separe os documentos necessários

Preparar a malas é uma tarefa que varia a cada destino. O importante ao planejar viagens é não esquecer que além dos itens básicos como remédios, itens de higiene pessoal e roupas e sapatos confortáveis, de acordo com o clima, poderá haver necessidade de levar itens especiais conforme cada lugar.

Em suas pesquisas sobre locais para visitar, lembre-se de que os viajantes anteriores dão dicas sobre o que não pode faltar na mala em certos tipos de viagem. Anote tudo e avalie a necessidade de levar estes mesmos itens em sua viagem.

 

* Sobre os documentos, dê atenção especial a estes pontos:

Necessidade de visto para a entrada em um país;

Validade do passaporte: dependendo do país, poderá ser exigido passaporte válido por mais de 90 dias ou mesmo por mais de 6 meses;

Vacinação em dia: alguns lugares exigem que você tenha tomado determinadas vacinas para que possa desembarcar e lá permanecer. Pode ser exigido também que a vacina seja tomada com alguma antecedência. Por fim, cumprida essa exigência, providencie seu certificado internacional de vacinação, documento válido para comprovar que o procedimento foi cumprido corretamente;

– Documentos para viajar com crianças: para conhecer a lista de documentos necessários (e algumas dicas de viagem), acesse aqui.

* Lembre-se também de:

– Imprimir comprovantes de viagem (comprovantes de compra das passagens, reserva da hospedagem etc.);

– Salvar cópia online dos documentos para o caso de perda;

– Fazer uma lista de endereços e contatos importantes para não depender da tecnologia;

– Agendar pagamentos de contas com vencimento durante o período da viagem;

– Avisar seu banco e empresa de telefonia sobre a sua viagem, evitando o bloqueio de serviços.

 

#4: Prepare-se para imprevistos com o voo

Cancelamento de voo, atraso de voo, overbooking, perda de voo por culpa da empresa, alteração de voo, embarque negado, problemas na reserva de passagens… São inúmeros os problemas com voo enfrentados pelos passageiros no mundo inteiro.

Por isso, é essencial que você conheça os seus direitos, seja para evitar que o problema com voo cause maiores transtornos, os exigindo assim que tiver conhecimento do problema, ou seja para reclamar formalmente e exigir o pagamento de sua indenização por direito.

Em casos de voo cancelado ou voo atrasado por mais de 4 horas, você tem direito ao reembolso ou reacomodação imediata em outro voo de qualquer empresa, por exemplo. Além disso, a partir de 1 hora de espera por soluções, todo passageiro tem direito ao acesso à comunicação (internet, telefonemas), alimentação e acomodação adequadas. Confira aqui todos esses seus direitos como viajante.

Além disso, atenção ao dano moral: você pretende realizar a viagem dos sonhos, planejada nos mínimos detalhes e aquele problema com voo frustrou os seus planos. Saiba que você deverá ser indenizado por isso. Veja aqui uma lista de compromissos pessoais e profissionais que podem ser perdidos (e de seus respectivos documentos para comprovação) e que geram direito à compensação.

É fundamental que você saiba também que o meio mais efetivo de exigir respeito aos seus direitos e alcançar a punição da empresa aérea por meio do pagamento de indenização é o processo judicial. Mas olha, nós entendemos perfeitamente se você não quiser enfrentar toda aquela burocracia, demora e riscos de perder a sua demanda.

Por isso, a QuickBrasil quer revolucionar a maneira como você percebe os seus direitos e luta por eles. Em casos de voo cancelado e atraso de voo por mais de 4 horas, lhe pagamos uma indenização quase imediata (em 1 semana) em troca da sua reclamação formal conosco. Basta que entre em nossa página principal e verifique se seu voo se qualifica. A partir daí, nós reclamamos judicialmente por você. Isso porque não queremos que você desista, deixe de reclamar, deixe de colaborar com a gente na busca da real mudança de cenário para o setor do transporte aéreo.

 

#5: Tenha atenção aos costumes de cada lugar

Cada cidade, região ou país pode ter costumes muito diferentes dos brasileiros. Não desembarque sem se inteirar sobre o assunto. É importante que você pesquise se há alguma postura que seja considerada ofensiva, seja uma contravenção ou mesmo crime e evite ser penalizado, por exemplo, com o pagamento de multa.

Aqui vão alguns exemplos de regras ou costumes diferentes dos nossos:

– Em Bergün, na Suíça, é proibido fotografar a paisagem e a multa é de 5 francos suíços;

– No estado do Colorado (EUA), é proibido brincar com bolas de neve;

– Em Londres e em Nova York é proibido ingerir bebidas alcoólicas na rua;

– Encarar alguém nas ruas da Índia é o mesmo que humilhá-lo;

– Acrescentar mais sal à sua alimentação no Egito é um ato ou pedido ofensivo;

– Palitar os dentes na França também é considerado grosseiro;

– Em Singapura, é proibido importar e vender chicletes, bem como mascar chicletes na rua;

– Na Indonésia, é considerado grosseria apontar algo com o dedo indicador, sendo correto usar o polegar;

– Na Turquia, fazer o sinal de figa (colocar o polegar entre o indicador e o dedo médio) é um insulto;

– No Camboja, o pessoal detesta gorjetas por se sentirem insultados quando alguém deseja pagar a mais que o valor cobrado pela refeição;

– Na Albânia, na Macedônia e na Bulgária, balançar a cabeça como sinal de “sim” ou como sinal de “não” tem os significados invertidos: para baixo e para cima significa “não”, para os lados significa “sim”.

Por último, uma dica bem legal: a diferença entre os povos faz com que mergulhar na cultura local, diferente do óbvio, seja a melhor forma de viver uma experiência de viagem única. Acredite na gente.

 

Agora o seu conhecimento está completo! Seguindo estes passos, é certo que a sua viagem será um sucesso. Planejar viagens nos traz muito conhecimento sobre o os diferentes lugares em nossa volta e embarcar em um voo para aproveitá-los é uma deliciosa recompensa. Boa viagem!

 

Recomendamos que tenha sempre estes 2 posts em mãos para planejar viagens incríveis.