3 maiores direitos sobre voo cancelado para este dia dos pais

O dia dos pais se aproxima e quem mora longe do pai ou do filho já está de passagens compradas. A expectativa para comemorar a data ao lado de sua família é grande, nós sabemos. Mas e se você for surpreendido com a notícia de voo cancelado ou atrasado?

Não se desespere. Lembre-se de que seus direitos como consumidor e passageiro estão aqui para lhe proteger.

Para mostrar isso, a QuickBrasil ensina os seus 3 maiores direitos para que você supere esse tipo de situação. No fim das contas, ou você chega em tempo de abraçar o seu pai ou o seu filho, ou é indenizado pelo transtorno.

A QuickBrasil é uma ferramenta de defesa do consumidor preparada para dar suporte ao passageiro que foi lesado por uma empresa aérea. Se você já passou por situações semelhantes às relatadas e deseja fazer valer seus direitos, contate-nos em nossa página principal.

Você teve um voo atrasado ou cancelado? Você pode se qualificar para ser indenizado rapidamente e sem burocracia. Veja já!

 

E a pergunta da vez é:

O que fazer se meu voo foi cancelado no dia dos pais?

A solução é simples: primeiro, evite maiores danos exigindo seus direitos a tempo. Depois, fiscalize o cumprimento destes direitos, em especial o direito de assistência. Mas se você já foi lesado, a última etapa é exigir a sua indenização. Saiba como colocar estes passos em prática conhecendo os seus 3 maiores direitos:

 

1º DIREITO: tente resolver o problema antes de sofrer maiores danos

Ter o voo cancelado ou sofrer grande atraso já é motivo suficiente para causar aborrecimentos e transtornos. Mas para evitar, por exemplo, passar o dia dos pais em um aeroporto à espera de uma saída, você pode ir ao balcão da empresa aérea e exigir alternativamente o seguinte:

– Reacomodação no próximo voo que parta para o destino desejado, mesmo que este voo seja realizado por outra empresa aérea;

– Reembolso das passagens aéreas não usadas, para que você possa adquirir novos bilhetes e enfim viajar para onde deseja;

– Viajar por outra modalidade de transporte custeado pela empresa aérea: se a sua rota pode ser cumprida em menor tempo por meio terrestre, por exemplo, é seu direito viajar por esta modalidade de transporte sem custos adicionais.

 

2º DIREITO: enquanto aguarda pelo novo embarque, exija comunicação, alimentação e acomodação adequadas

É dever da empresa aérea fornecer para o passageiro algumas assistências materiais de acordo com o tempo de espera por uma solução. Se você já esperou por:

– 1 hora: deve ter acesso à comunicação, como telefonemas e internet;

– 2 horas: deve receber uma refeição de acordo com o horário (café da manhã, almoço, jantar…) ou um voucher para se alimentar no aeroporto, em valor suficiente;

– 4 horas: deve ser acomodado de forma confortável e digna enquanto aguarda, se necessário em hotel para repouso, incluído o transporte de ida e volta para o aeroporto.

 

Se a empresa aérea lhe negar qualquer desses direitos, o dano moral sofrido lhe dará direito à indenização.

Hoje, se presume que o voo cancelado ou atrasado por mais de 4 horas cause dano moral ao passageiro em vista da própria situação de frustração, desamparo e até mesmo constrangimento. Mas para deixar o prejuízo claro ao reclamar, há algo que você pode fazer:

* Se você pretendia comemorar qualquer data especial (dia dos pais, aniversário, casamento…) na companhia de pessoas queridas e foi impedido pelo voo cancelado ou atrasado, é sempre bom apresentar provas disso para aumentar as chances de receber uma indenização.

Para saber mais sobre a perda de compromisso por atraso e cancelamento de voo e os documentos que podem ajudar você, acesse essa lista.

E não se esqueça de guardar os comprovantes dos gastos com alimentação, hospedagem e transporte se estas assistências forem negadas.

 

3º DIREITO: se você já sofreu o prejuízo por voo cancelado, busque a sua indenização

Infelizmente, muitas empresas aéreas insistem em não ouvir os apelos do passageiro, desrespeitando os seus direitos. Pois saiba que você merece ser indenizado pelo descaso nestas situações de voo cancelado ou atrasado por mais de 4 horas. Se você perdeu as comemorações do dia dos pais em razão destes problemas, aqui estão as suas opções.

 

Como receber indenização por voo cancelado ou atrasado?

A forma convencional é buscando o Poder Judiciário. A forma mais rápida, simples e garantida é registrando a sua reclamação com a QuickBrasil. Acompanhe abaixo estas diferentes possibilidades:

 

Indo ao Poder Judiciário, por meio do processo judicial, o seu caso será conhecido por um juiz que julgará se você foi mesmo lesado e qual o tamanho desse prejuízo. Em caso positivo, ele estabelecerá a sua indenização. Depois de certo tempo (6 meses a 2 anos), com o fim do processo, você receberá a sua compensação.

OU:

Você pode registrar reclamação formal com a QuickBrasil e ser indenizado em apenas 1 (sim, uma!) semana. Sem demora, sem burocracia, sem riscos de perder o processo judicial.

Como isso pode acontecer? Bem, nós temos o objetivo de melhorar o serviço de transporte aéreo hoje prestado e para alcançar este objetivo precisamos aumentar o número de reclamações formais, que expressam a nossa insatisfação. Acreditamos que correr atrás do maior número de condenações, devolvendo o prejuízo para a empresa aérea, seja a forma mais efetiva para mostrar como essa melhoria beneficiará tanto o passageiro quanto a companhia.

Por esse motivo, para que você não desista de exigir os seus direitos por causa da burocracia, demora e riscos, com a sua autorização, queremos fazer isso por você. Em troca, oferecemos como maior vantagem o alívio financeiro imediato. Basta completar o cadastro em nossa página e ver se o seu voo se qualifica. Em caso positivo, depois de recebida a indenização, passa a ser com a gente: acompanhamos a reclamação até o resultado, por nossa conta.

 

Ah! Se o seu problema com voo não é relacionado a voo cancelado ou atrasado, confira estes posts sobre embarque negado e alteração de voo. Estamos certos de que eles poderão te ajudar.

Mandamos felicitações aos pais e boa viagem!

 

Caso deseje conferir os demais direitos do viajante, acesse a Resolução nº 400/2016, da ANAC.